Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

Monstro de sete cabeças? ¬¬' Não...

 

SALVE! SALVE APAIXONADOS POR CONHECIMENTO!!!


Como vão vocês? Espero que ótimos :D

 

Então, adivinhem só sobre o que escreverei essa semana... Que rufem os tambores!!! Vou escrever sobre o Mercado de Trabalho, dar algumas dicas de como escolher a carreira que seguiremos e escreverei um pouquinho sobre a experiência do primeiro emprego. Y algunas cosas más !!

 

Espero que vocês gostem e tirem proveito de todas as informações aqui disponíveis!

 

Já escrevi demais aqui, não é? Já estou acabando...

 

Vamos a empezar!!! Arriba !!


 

MERCADO DE TRABALHO

 

Ok, antes de falar sobre o primeiro emprego, sobre a escolha da profissão e outras coisas, é preciso entender o que é o MERCADO DE TRABALHO. Vou começar acalmando vocês: não é nenhum bicho de sete cabeças, podem acreditar!

 

Segundo nossa fonte de pesquisa não muito confiável, Wikipédia, o Mercado de trabalho relaciona aqueles que oferecem força de trabalho (oferta) e aqueles que procuram força de trabalho (procura) num sistema típico de mercado onde se negocia para determinar os preços e quantidades de uma determinada mercadoria, a força de trabalho. O seu estudo procura perceber e prever os fenômenos de interação entre estes dois grupos tendo em conta a situação econômica e social do país, região ou cidade.

 

Agora vocês já sabem o que é o mercado de trabalho e bem, não há dúvidas de que todo mundo quer conseguir um espacinho 'nele'... Para quem realmente se interessa por isso, postarei informações muito importantes aqui, que lhes ajudarão a encontrar seu espaço no Mercado e, conquistá-lo.


 

A ESCOLHA DA PROFISSÃO

 

Escolher qual curso fazer, onde e de que forma estudar e, quando começar não é uma tarefa nada fácil. Atualmente, esta tem sido a maior dificuldade enfrentada pelos jovens: a incerteza! Será que faço um curso Técnico ou Superior? Devo estudar na escola X ou na Y? Será que me identifico mais com Direito ou com Medicina? Ok, vocês já devem ter percebido que há muitas dúvidas nas cabecinhas de nós jovens, pelo menos na cabeça de alguns. Mas há muitas formas de minimizar essas dúvidas e, as vezes, até mesmo acabar com elas de vez. Seguem abaixo dicas e ações que podem lhes ajudar na hora de escolher qual carreira seguir:

 

 

VOCAÇÃO - Não há nada melhor do que fazer aquilo que se gosta, não é verdade? Então, trabalhar na área em que nos identificamos pode ser uma experiência muito boa. Por esse motivo, a vocação deve ser levada em conta na hora de escolher qual curso seguir, afinal quando fazemos o que gostamos o trabalho é realizado de forma mais proveitosa. Por exemplo, se Joãozinho se dá bem nas aulas de matemática na escola e gosta de desenhar edifícios, talvez ele se dê bem estudando Engenharia. É claro que isso não é uma regra, Joãozinho pode ser um amante de matemática e trabalhar com Biologia, sendo muito feliz e eficiente em seu emprego. O que quero dizer aqui é que a vocação facilita a escolha e a exerção do trabalho. Mas é claro que com muita dedicação a Mariazinha que não se dá muito bem em matemática pode ser uma excelente Engenheira.

 

TESTE VOCACIONAL – As vezes nós não temos ideia do que gostamos. Se nos perguntam qual nossa matéria favorita, pensamos durante uma era e respondemos: “ Ah, eu gosto de tudo um pouco". Assim fica mais difícil escolher que curso fazer... Mas alguém teve uma ideia genial e inventou os testes vocacionais. Um teste vocacional pode ser feito de duas formas, com um psicólogo e pela internet. Os testes não são infalíveis, mas dão uma boa ajuda. Quem ficar interessado pode clicar aqui e aqui. Os testes são bem bacanas :D 

 

SONHOS E AMBIÇÕES Outro fator muito importante que pode nos ajudar a decidir qual curso fazer é a ambição, o sonho. Quando escolhemos nossa profissão, precisamos levar em conta aquilo que almejamos, se queremos ficar ricos, se queremos ajudar ao próximo, se queremos salvar o meio ambiente, coisas do gênero... Precisamos analisar nossas metas e ver qual profissão se adéqua mais a elas. Muitas pessoas se formam em profissões que ocupam todo o seu tempo, logo acabam ficando sem tempo para fazer o que realmente desejam. Então, é muito importante pesar os prós e os contras antes de decidir qual curso cursar.

 

MERCADO DE TRABALHO - Não é regra, mas é bom dar uma pesquisada sobre o mercado de trabalho da região em que pretendemos trabalhar. Ver se há vagas para a área que gostamos, ver quais opções de emprego oferecem mais vagas... As vezes, a disponibilidade de emprego pode ser fator decisivo na hora da decisão. Mas não se assustem, as vezes não há vagas para o curso que queremos em determinada cidade, mas na cidade ao lado estão orando por mão de obra especializada.

 

OPINIÃO DE PESSOAS DO RAMO – Se há muita dúvida, uma boa ideia é conversar com pessoas dos mais variados ramos, pesquisar na internet sobre as profissões e sobre o mercado. Conversar com um advogado, por exemplo, vai fazer com que venhamos a entender como funciona a profissão. Conhecendo um pouquinho sobre o mundo do Direito podemos verificar se temos alguma afinidade com a área, ou se é melhor pensarmos em outra opção.

 

 

FAMÍLIA - A família não deve dar a palavra final sobre que curso devemos escolher, mas é importante ouvirmos a opinião daquelas pessoas que nos amam e que as vezes nos conhecem mais do que nós mesmos. Conversar com os pais e com os amigos é uma boa forma de diminuirmos as nossas dúvidas. É claro que não devemos fazer um curso somente porque nosso pai disse que seria bom, temos que fazer algo que nos complete, que nos deixe satisfeitos.


 

ÁREAS DE CONHECIMENTO – CARREIRAS

 

Escolher qual profissão seguir não é fácil, mas a situação fica mais difícil quando não temos nenhum conhecimento sobre as áreas a que podemos nos dedicar. Por isso resolvi escrever um pouquinho sobre as áreas de conhecimento que existem e sobre as carreiras que lhes dizem respeito. São quatro áreas, compreendendo mais de 150 profissões, somente em nível superior.

 

 

 

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - É responsável pelo estudo e pela classificação das manifestações de vida. Engloba cursos como Agronomia, Biologia, Biomedicina, Engenharia Ambiental, Geologia, Nutrição e outras carreiras. A área é boa para quem se interessa pelos processos químicos e biológicos relacionados à vida. Quem curte as aulas de Biologia na escola pode se dar muito bem nessa área. Se quiserem saber mais sobre ciências biológicas ou sobre as profissões citadas acima, cliquem aqui.

 

ENGENHARIA - É a ciência responsável pela aplicação do conhecimento, ou seja, é uma ciência prática.

 

Os engenheiros estudam, planejam e transformam a natureza. A área engloba cursos como Engenharia da Computação, Engenharia Civil, Engenharia do Petróleo, Engenharia Química entre outros cursos. Cliquem aqui para conhecerem mais sobre essa ciência prática.

 

 

 

CIÊNCIAS EXATAS – Têm como peças fundamentais a Matemática, a Física e a Química. É ou não é, uma boa opção para aquele pessoal que sempre tira 10 em Matemática e sonha com números? As ciências exatas englobam cursos como Agronomia, Química, Comércio Exterior, Design de Games entre outros cursos. Cliquem aqui e saibam mais sobre estes e outros cursos.

 

CIÊNCIAS HUMANAS - Têm relação direta com o homem e seus aspectos. Estuda a beleza, a arte, a comunicação, a filosofia.

 

É uma ótima opção para quem se relaciona bem com as pessoas em geral. Essa área é compostas por cursos como Cinema, Direito, Pedagogia, Letras, Moda, etc. Para saberem mais cliquem aqui

 

 

 

 

 


 

PROCURANDO INFORMAÇÕES

 

 

Provavelmente já falei isso, mas que seja, vou repetir. Pesquisar sobre os mais variados cursos disponíveis é um ótimo meio de escolher qual profissão devemos seguir. Abaixo, seguem alguns links muito interessantes, links de sites que oferecem inúmeras dicas e que podem nos ajudar na hora da decisão.

 

GUIA DO ESTUDANTE – O site oferece inúmeras dicas para pessoas de todas as idades que desejam ingressar em uma faculdade, em um curso técnico ou no Mercado de Trabalho. Há dicas, textos e testes. Vale muito a pena conferir. - http://guiadoestudante.abril.com.br/home/

 

MUNDO VESTIBULAR – O site oferece muito material para quem vai prestar vestibular. Há notícias, simulados e muitos vídeos legais. - http://guiadoestudante.abril.com.br/home/

 

GUIA DA CARREIRA - Esse site oferece inúmeros dados sobre as mais diferentes profissões. Além de conter muitos artigos, simulados e testes. É uma ótima dica de leitura. -http://guiadoestudante.abril.com.br/home/

 

CONHECIMENTO E CULTURA - Esse Blog oferece muitas informações sobre o Mercado de Trabalho, sobre o primeiro emprego, sobre escolhas e muitos outros assuntos. Vale a pena dar uma olhadinha. - http://conhecimentoecultura.blogs.sapo.pt/

 


 

O PAPEL DA ESCOLA NA ESCOLHA DA PROFISSÃO

 

 

 

 

Por mais que a maioria das pessoas não acredite, a escola tem importante papel na formação de um jovem universitário feliz. A escola não deve somente entregar panfletos informativos durante o final do Terceirão sobre as faculdades e escolas Técnicas da região. A escola não deve se contentar em apenas oferecer papéis que explicam como cada curso funciona. A escola deve incentivar o debate, a discussão sobre as mais variadas profissões. Os professores devem levar às salas de aula, informações sobre o curso, sobre o Mercado e as obrigações de determinada profissão.

No Brasil, algumas escolas tem se posicionado de modo passivo, apenas disponibilizando aos alunos materiais sobre as profissões, esquecendo de valorizar o conhecimento real, adquirido através de visitas nas Universidades, visitas às empresas, etc.

A escola forma o profissional de amanhã, o meio em que o aluno cresce fará dele um bom ou um mal profissional, na maioria das vezes. É na escola que aprendemos a nos comportar em grupo, que aprendemos valores como respeito e igualdade, é nesta instituição que passamos a viver no mundo real. É nesta fase da vida que nos tornamos cidadãos conscientes e futuros profissionais de sucesso. Nesta instituição o professor é o protagonista, pois é ele quem tirará nossas dúvidas.

 

 

Vejam o que a psicóloga Caioá Geraiges de Lemos diz sobre o assunto:

 

“É muito importante que a escola não se limite apenas em oferecer material informativo ao adolescente, mas que possa criar espaços de reflexão que favoreçam ao jovem pensar em suas opções profissionais, promovendo o debate entre colegas, pois, como sabemos, o adolescente funciona muito bem em grupo e os colegas podem oferecer parâmetros importantes para que ele se perceba e verifique seu grau de maturidade e mobilização diante de suas escolhas, se ele tem uma percepção correta do que as profissões que ele considera oferecem, se ele mais ou menos mobilizado para a escolha que seus colegas, como ele vem planejando o seu futuro, poder partilhar suas angústias com os demais, etc. Acredito que o material informativo deveria ser oferecido nesse contexto de discussões, dentro ou fora de aula, mas sempre privilegiando a troca de informações em grupo. Colocar um profissional especializado para realizar este tipo de trabalho é também bastante interessante. Observo que cada vez mais as escolas estão procurando esse tipo de serviço.”

 

Para lerem mais sobre o assunto cliquem aqui


 

CURSO TÉCNICO x CURSO SUPERIOR

 

Escolher qual profissão seguiremos não é fácil, tão difícil quanto, é escolhermos entre um curso técnico e um curso superior. Para facilitar esta escolha fui pesquisar sobre os dois tipos de formação. Vejam o que descobri:

 

 

CURSO TÉCNICO - Os cursos técnicos têm duração de cerca de dois anos. Neles não se aprende apenas a teoria, muito pelo contrário, dá-se um destaque ao conhecimento prático. O curso técnico é uma ótima opção para quem se interessa pelo ramo industrial,por exemplo, ou para quem deseja adentrar ao Mercado de Trabalho de forma relativamente rápida.

 

CURSO SUPERIOR - A maioria dos cursos superiores tem uma duração de 4 a 5 anos de curso. Por este motivo há uma maior quantidade de conhecimento adquirido, afinal, ao contrário dos cursos técnicos, os cursos superiores dão um destaque ao conhecimento teórico. O curso superior é uma boa opção para quem não tem muita pressa de começar a trabalhar na área escolhida, ou para quem sonha com carreiras que não possuem cursos técnicos sobre.


 

ENTREVISTA

 

Essa semana a Jess e Vania capricharam!Seguem abaixo as entrevistas feitas por elas. Vale a pena ler (:

 

ENTREVISTADA

 

  • Cecília Tomazia Nau Ávila, Assistente técnica pedagógica da Escola Maestro Fco. Manoel da Silva.


É MUITO GRANDE O NÚMERO DE ALUNOS DE ENSINO MÉDIO QUE TRABALHAM E ESTUDAM?

R: Sim, a maioria deles.

 

OS JOVENS TEM ENFRENTADO MUITA DIFICULDADE PARA ADENTRAR AO MERCADO DE TRABALHO?

R: Sempre, o primeiro emprego é sempre muito difícil, pois procuram experiência.

 

NA SUA OPINIÃO, OS JOVENS DE HOJE ESTÃO MAIS PREPARADOS PARA O PRIMEIRO EMPREGO?

R: Eles estão fazendo mais cursos.

 

A ESCOLA TRANSFORMA O ALUNO DE HOJE EM UM TRABALHADOR DE AMANHÃ? QUAL O PAPEL DA ESCOLA NA FORMAÇÃO DE UM TRABALHADOR CONSCIENTE E DE SUCESSO?

R: Quando os professores propõem os projetos, atividades para casa, quando cobram materiais, uniforme, frequência. Todas essas modalidades vão ser cobradas no mercado de trabalho.

 

A ESCOLA TRABALHA JUNTO COM INSTITUIÇÕES VISANDO PROPORCIONAR AOS ALUNOS UMA OPORTUNIDADE DE PRIMEIRO EMPREGO? QUAIS PROGRAMAS EXISTEM COM ESSE OBJETIVO?

R: Existem algumas escolas que fornecem cursos, que com o consentimento da Gerência da Educação de Joinville vem as escolas e oferecem os cursos que preparam para o mercado de trabalho.

 

O QUE OS ALUNOS DEVEM LEVAR EM CONSIDERAÇÃO NA HORA DE ESCOLHER SUA CARREIRA?

R: Devem gostar daquilo que irão fazer, porque visar o lucro é importante, mas se não gostar daquilo que faz será um eterno sofredor.

 

O SEU PRIMEIRO EMPREGO FOI UMA MARCO IMPORTANTE NA SUA VIDA? O QUE ELE TE TROUXE DE POSITIVO E NEGATIVO?

R: Foi muito importante. Meu primeiro emprego foi na área de produção, e foi ali que eu vi que tinha que estudar para buscar novos horizontes. De positivo, ajudou financeiramente tanto a mim quanto minha família e negativo a desvalorização humana.

 

ALGUM RECADO PARA QUEM ESTÁ EM BUSCA DE SEU PRIMEIRO EMPREGO?

R: Prepare-se, faça bons cursos, tenha sempre em mente que quanto mais educado você for e empenhado na sua função, você terá grandes chances de evoluir nesse emprego.

 

ENTREVISTADAS:

  • Amanda Burg, estudante.

  • Iraci Fernandes, Serviços Gerais, All Plus Administração e Serviços Ltda

 

 ESCOLHER A PROFISSÃO FOI MUITO DIFÍCIL PARA VOCÊ?

Iraci - Sim, pois o mercado é bem amplo.

Amanda – Bem, ano que vem inicio o curso de Direito e acredito que este é o curso certo para mim. Escolher qual curso fazer não foi uma tarefa muito difícil, simplesmente não me imagino trabalhando em outra área que não tenha ligação com o Direito.

 

VOCÊ CONHECE MUITAS PESSOAS QUE SE ARREPENDERAM DA PROFISSÃO QUE ESCOLHERAM?

Iraci - Sim, conheço uma pessoa que errou, ela tomou decisões erradas, pensou que se fosse bem remunerada pudesse ser feliz, mas ela esta frustrada e consequentemente quer se demitir da empresa em que trabalha.

Amanda – Com certeza, muitas pessoas escolhem determinada profissão por uma motivo errado e acabam se arrependendo. Algumas seguem em frente e escolhem outra profissão, outros continuam trabalhando na área que não gostam.

 

O QUE DEVE SER LEVADO EM CONTA NA HORA DE ESCOLHER QUAL CURSO FAZER?

Iraci - Na minha opinião, primeiramente devemos analisar o mercado, ver as profissões que ele esta necessitando, e claro ver se a profissão tem uma boa remuneração.

Amanda – Devemos pensar bastante sobre isso antes de tomar uma decisão concreta. Vale a pena seguir nossa vocação, mas também é bom analisar o Mercado de Trabalho, ver se a profissão é realmente do modo que imaginamos e ver se essa carreira vai permitir a realização de nossos sonhos.

 

TRABALHAR NA ÁREA QUE NÃO SE GOSTA É UM ERRO? POR QUE?

Iraci - Sim, é um erro grave, pois o emprego acaba se tornando um fardo, parecendo-se como um castigo.

Amanda – Não sei se é um erro, mas com certeza eu não gostaria de trabalhar em um local no qual não me sentisse bem, realizando tarefas das quais não me agradasse.

 

FUNCIONÁRIOS REALIZADOS SÃO MAIS PRODUTIVOS?

Iraci - Claro que sim, sem dúvida alguma, pois trabalhão felizes e não obrigados.

Amanda – Com certeza, quando fazemos algo que gostamos o trabalho é mais bem feito, há mais dedicação e carinho.

 

UM CONSELHO AOS JOVENS QUE ESTÃO ENTRANDO AGORA NO MERCADO DE TRABALHO, ESCOLHENDO SUA CARREIRA.

Iraci - Bom, o meu conselho é que o jovem não pode de forma alguma se desanimar diante das dificuldades, ele tem que correr atrás, procurando se qualificar para o mercado de trabalho, que está cada vez mais competitivo. O jovem não deve perder nenhuma oportunidade, para que no futuro venha ter orgulho de si mesmo!


 

A DIFICULDADE DE SE CONSEGUIR O PRIMEIRO EMPREGO

 

Nem todo mundo faz um curso superior ou técnico, muitos jovens brasileiros ingressam ao Mercado de Trabalho sem ter realmente uma profissão.

 

Mas será que conseguir uma vaga de emprego é muito difícil? A resposta é sim. Independente de ser formado ou não, ingressar ao Mercado não é fácil, afinal os contratantes gostam de exigir experiência, coisa que não temos antes de conquistarmos o primeiro emprego. A tarefa é difícil, mas com algumas atitudes a saga em busca do primeiro emprego fica mais fácil. Vejam as atitudes que podem nos ajudar:

 

  • Ter domínio de pelo menos um idioma;

  • Ter cursado boas faculdades ou cursos, e saber por em prática todo o aprendizado;

  • Ter um bom currículo;

  • Estar atento às mudanças de Mercado;

  • Estar sempre em busca de novidades, reciclando o conhecimento sempre que necessário;

  • Saber trabalhar em grupo, sem perder a capacidade de se impor quando necessário;

  • Estar ciente das necessidades, características e projetos da empresa na qual deseja trabalhar.

  • Ter iniciativa.

A VOZ DO POVO

 

Como é de praxe, fomos às ruas ver o que a galera pensa sobre o assunto. Segue abaixo o resultado!!

 

VOCÊ JÁ TRABALHA?

79,7% dos entrevistados já TRABALHA.

20,3% ainda NÃO TRABALHA.

 

NA SUA OPINIÃO, O MERCADO DE TRABALHO TEM APRESENTADO UMA QUANTIDADE DE VAGAS RAZOÁVEL DISPONÍVEL AOS JOVENS?

75,4% dos entrevistas acredita que SIM.

24,6% acredita que NÃO.

 

A ESCOLA PARTICIPA\ INFLUENCIA A ESCOLHA DA FUTURA PROFISSÃO?

59,5% dos entrevistados respondeu: “COM CERTEZA”.

6% respondeu: “JAMAIS”.

34,5% respondeu: “EM ALGUNS PONTOS SIM”.

 

VOCÊ JÁ SABE QUAL CARREIRA VAI "SEGUIR"?

33,6% respondeu: “CLARO, DESDE QUE ERA PEQUENO(A)”.

29% respondeu: “NÃO FAÇO IDEIA DO QUE FAZER DA VIDA”.

37,4% respondeu: “ESTOU ANALISANDO AS POSSIBILIDADES”.


DEPOIMENTOS

 

“Eu tinha 16 anos quando me apaixonei pela biologia, depois de uma aula fascinante sobre a origem da vida. Decidi cursar biologia e ser geneticista. Meu pai, um engenheiro, me acusou de estar fugindo do vestibular de medicina. Acabei entrando nos dois cursos e tranquei medicina por dois anos antes de desistir. Fiz doutorado nos Estados Unidos e depois fui pesquisador em Cambrigde, Inglaterra. Voltei em 1986 para ser professor na USP. A grande preocupação do meu pai era como eu ia ganhar dinheiro. Em 1990, abri a primeira empresa de engenharia molecular no Brasil, Biotec, e agora comando um fundo de investimento em biologia, a Votorantim Ventures. Quando um dos meus filhos me disse que ia fazer ciências sociais, eu respondi que achava ótimo.” (Fernando Reinach, 47 anos)

 

“Eu jogava vôlei no Rio e fui até campeão brasileiro no colegial. Também estudava muito e, desde os 15 anos, já tinha um grupo de estudos de física. Queria estudar física, mas meu pai dizia que ninguém iria me pagar pra contar estrelas. Acabei cursando dois anos de engenharia química. Mas minha cabeça não era para engenharia. Terminei me transferindo para o curso de física e me formei em 1981. Depois fiz mestrado antes de sair para um doutorado na Inglaterra. Hoje, sou professor titular em uma das universidades mais conceituadas dos Estados Unidos e trabalho ativamente em pesquisa e divulgação científica. Acredito que só iremos fazer muito bem aquilo que realmente queremos fazer. Escolher uma profissão 'viável', que não seja realmente desejada, pode até dar certo, mas é um compromisso arriscado com a vida.” (Marcelo Gleiser, 43 )

 

Quem quiser ler mais alguns depoimentos do gênero clique aqui

 


 

 

Se tem algo em que todos os membros dessa equipe acreditam é que escolher uma profissão não é nada fácil, muito pelo contrário, é algo que exige muita reflexão. A tarefa fica ainda mais difícil quando lembramos de toda pressão exercida sobre nós pelos nossos pais, amigos e pela sociedade. Tanto eu, quando a Vania e a Jéssica já sabemos qual profissão queremos seguir, mas sabemos que nem sempre é assim. Achamos que é muito importante seguir nossos sonhos, nossa vocação e refletir sobre nossas metas antes de escolhermos qual profissão seguir. E sei lá, não custa nada pesquisar sobre as profissões que existem e conversar com profissionais da área, e até mesmo com nossos pais.

Sobre o primeiro emprego, bem, uma das integrantes já trabalha, uma faz estágio e outra somente estuda. Mas todas acreditamos que o primeiro emprego é uma situação única, é como andar de bicicleta pela primeira vez. Mas conseguir o primeiro emprego não é muito fácil, afinal há muita concorrência no Mercado, além do que, a maioria das empresas busca experiência.

Nossa escola tem uma papel interessante nessas duas áreas. A escola não influencia de modo direto na escolha da profissão, mas a grade curricular apresenta um pouquinho de informação sobre cada grande área de atuação no Mercado, com isso descobrimos um pouco sobre cada área e podemos ver com qual nos identificamos mais. Em relação ao primeiro emprego, a escola tem uma atuação direta, não são raras as ocasiões em que a escola disponibiliza ao aluno oportunidades de emprego e estágios através de programas do Governo e de empresas da região de Joinville. Cabe a cada um escolher o que gostaria de fazer.

Ok, acho que no mais é só isso (:


 

EXTRA: O QUE VOCÊ VAI SER QUANDO CRESCER?

 

 

 


REFERÊNCIAS

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mercado_de_trabalho

http://www.guiadacarreira.com.br/artigos/guia-das-profissoes/ciencias-biologicas/

http://www.guiadacarreira.com.br/artigos/guia-das-profissoes/engenharia/

http://www.guiadacarreira.com.br/artigos/guia-das-profissoes/ciencias-exatas/

http://www.psicopedagogia.com.br/entrevistas/entrevista.asp?entrID=58

http://conhecimentoecultura.blogs.sapo.pt/


 

É isso aí galera!!! O Post dessa semana está terminado :D

Espero que vocês tenham gostado.

 

 

Ahh, não se esqueçam de deixar um comentário ali embaixo (: Responderemos com muita alegria! Kk'

 

Deus lhes abençoe.

sinto-me:
música: The mess I made - Parachute
publicado por tricotando às 17:55

link do post | comentar | favorito
|

*Mais sobre nós


*Pesquisar

 

*Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

*Posts recentes

* Imagens que contam histór...

* O mundo das profissões. P...

* Boa formação... Simpatia....

* Orkut, Facebook, Twitter,...

* Monstro de sete cabeças? ...

* Uma garrafinha PET, duas ...

* A Variedade Industrial Ca...

*Arquivos

* Abril 2012

* Outubro 2011

* Setembro 2011

*tags

* todas as tags

*Blog amigo


blogs SAPO

*subscrever feeds